23/10/2008

CHOQUE TÉRMICO: Mudanças bruscas de temperatura podem ser prejudiciais para os alérgicos

 

Tempo do áudio – 1min21

LOC/REPÓRTER: Quem nunca ouviu falar que sair de um lugar frio e ir para outro quente faz mal à saúde? Ou que dormir de cabelo molhado e pisar no chão gelado deixa a pessoa doente? Apesar de parecerem crendices populares, os cuidados têm algum fundamento, de acordo com o pneumologista Paulo Feitosa.  O choque térmico provocado pela mudança brusca de temperatura pode ser prejudicial sim, mas quem sofre mesmo são as pessoas alérgicas, como explica o médico.

TEC/SONORA: pneumologista - Paulo Feitosa

"Esse choque térmico normal que as pessoas se referem é essa entrada em um banco com ar-condicionado ou a saída desse banco, sair de um ambiente quente para um ambiente frio ou o inverso. Isso prejudica a saúde, mas muito dos alérgicos. Os alérgicos são as principais vítimas do choque térmico. Ele pode despertar a crise de alergia por choque térmico, tanto rinite e até mesmo asma. Quem não é alérgico tem uma adaptação bem melhor."

LOC/REPÓRTER: Quanto ao ar-condicionado, o pneumologista Paulo Feitosa destaca que ar muito frio irrita as vias respiratórias, mas o que pode fazer mal, de verdade, são as condições precárias de higiene do aparelho. Para os alérgicos, o pneumologista dá um conselho: tomar banho frio regularmente ajuda a fortalecer o organismo e evitar crises de alergia por causa do choque térmico.

Reportagem, Cynthia Ribeiro

Produção da Web Rádio Saúde/Agência Saúde - Ascom/MS
Confira a programação ao vivo, notícias e podcasts da Web Rádio Saúde

<< VOLTAR

Ouvidoria 

Ministério da Saúde
Esplanada dos Ministérios Bloco G
Brasilia-DF / CEP: 70058-900

Acesse o serviço CartaSUS e avalie seu atendimento.

Acessos
Acesso  Brasil sem miseria  Destaques  SaudeComMaisEvidencia  Guia de sinalização de serviços e unidades do SUS
 
Assinatura